Belgica : Programa psicossocial para mulheres grávidas vulneráveis

Na Bélgica, em 2017, a parteira Katrien Beeckman recebeu o Prémio de Maiêutica, no montante de 8 000 euros, destinado ao seu projeto de estudo prospetivo observacional que permite avaliar, junto de mulheres grávidas socialmente desfavorecidas, os efeitos de um programa de apoio psicossocial a adicionar aos cuidados de saúde pré-existentes.    

katrien-beeckman.jpg

katrien-beeckman.jpg, par admin-fondation-larcade

Este programa específico consiste em 4 consultas suplementares à parteira, e enfermeiras sociais de Kind en Gezin, assim como uma visita ao domicílio. O apoio psicossocial suplementar atribui à mulher grávida uma posição central, conferindo uma atenção particular ao binómio mãe-criança. Esta abordagem constitui uma tentativa de minimização dos obstáculos entre a mulher grávida e os cuidados disponíveis. As grávidas recebem uma informação personalizada com o objetivo de favorecer o seu plano habitual de cuidados de saúde, reduzindo o stress ao longo de todo o processo. O programa propõe também apoio às tarefas administrativas associadas.