Japão : Ajuda de emergência

Em sinal de solidariedade com o Japão após o sismo de 11 de março de 2011, a Fundação Mustela ofereceu uma ajuda excecional de 40.000 euros ao Japan Emergency Network (JEN)*.

japon_mustela.jpg

japon_mustela.jpg, par admin

Projeto apoiado pela Fundação Mustela envolveu a cidade de Ishinomaki, onde o tremor de terra e o tsunami fizeram 6.000 feridos e desaparecidos, afetaram 110.000 habitantes e destruíram totalmente 28.000 habitações. O JEN implementou um programa de distribuição de «kits de habitação» (artigos de cama, cozinha, limpeza, primeiros-socorros) aos refugiados, alojados nos abrigos temporários fornecidos pelo governo.
 

Além disso, foi elaborado um prolongamento desta ação ao nível psicossocial para permitir aos refugiados reunir-se, partilhar atividades e contar a sua experiência traumática. No total, os beneficiários imediatos do programa foram 3.000 pessoas alojadas em cinco locais de abrigos temporários.
 

Mais de 80% das pessoas alojadas nos abrigos de emergência participaram nas atividades do «espaço comunitário»: consultas psicológicas, aconselhamento sobre a reconstrução da habitação, melhoria pelo município do meio ambiente envolvente, introdução de grupos de conversas entre mães, cursos de yoga ou arte-terapia...
 

*O JEN é a primeira federação de organizações não-governamentais locais constituída no Japão com vista a associar os meios de especialidade, recursos humanos e recursos financeiros e de melhorar a cooperação com o governo japonês, por um lado, e os organismos dependentes das Nações Unidas, por outro. O JEN dispõe de cerca de quinze escritórios nas zonas de conflito ou pós-conflito, tais como a Croácia, a Bósnia, o Afeganistão e o Iraque. Concluiu diversos projetos de repatriamento de refugiados e de ajuda às vítimas de desastres naturais.