Líbano : Lutar contra os maus-tratos infantis

Em 2016, a Fundação Mustela renovou o apoio (de cerca de 10 000 euros) que tem prestado desde 2009 à Sœur Emmanuelle (ASMAE), uma associação humanitária para a proteção das crianças. O objetivo era consolidar e desenvolver o sistema de proteção de crianças nos campos de refugiados palestinianos, nomeadamente para detetar, prevenir e responder melhor às situações de maus-tratos.
 

Os refugiados palestinianos representam cerca de 10 % da população do Líbano e vivem principalmente em doze campos oficiais e nos cerca de trinta campos não oficiais existentes no país.

liban_mustela.jpg

liban_mustela.jpg, par admin

O apoio da Fundação Mustela ajudou a realizar várias ações:
  • garantir o funcionamento e a sustentabilidade das duas comissões de proteção das crianças já existentes;
  • organizar duas campanhas de sensibilização sobre a proteção das crianças;
  • melhorar o registo e a gestão de casos de abuso infantil, assim como a sua resolução;
  • desenvolver mecanismos de orientação e de recurso à justiça;
  • formar as equipas presentes no terreno com as ferramentas de intervenção, de modo a facilitar o cuidado das crianças.

No total, 800 crianças, 30 profissionais e 500 pais beneficiaram destas ações.